segunda-feira, 26 de julho de 2010

PROJETO COPA DO MUNDO 2010

Este é um projeto que nos permite explorar: Artes, Ciências, Português.

PORTUGUÊS: pesquisar sobre o significado do nome do Mascote da copa, sobre os países participantes dos jogos, sobre as escalas de jogos.

CIÊNCIAS: pesquisar o habitat dos animais FERAS DA COPA, alimentação, como se locomovem, se são domésticos ou selvagens, etc.

ARTES: várias tecnicas foram utilizadas: pintura em moldes vazados, silhuetas, desenho fatiado, desenho livre.

GRUPOS DOS PAÍSES


Posted by Picasa

MASCOTE


Posted by Picasa

BILHETE


Posted by Picasa

SEQUENCIA NUMÉRICA


Posted by Picasa

LISTA DE PAÍSES


Posted by Picasa

SEQUÊNCIA DIDÁTICA "O SANDUÍCHE DA MARICOTA"

TEMA: "O sanduíche da Maricota"
OBJETIVOS:
* Respeito
* Amizade
* Saber dividir
* Nomes próprios e comuns
* Letra maiúscula
* Reconto
* Artes (habilidades manuais)
* Animais e seus costumes alimentares

O Sanduíche da Maricota

A galinha Maricota preparou um sanduíche: pão, milho, quirera e ovo.
Mas quando ia comer, a campainha tocou.
Era o bode Serafim, que olhou o sanduíche e exclamou:
- Vixe! Falta aí um capim.
Aí chegou o Kim, o gato, cumprimentou a galinha, e vendo o sanduíche, palpitou:
- Falta a sardinha.
João, o cão, veio com o seu jeito de bom moço.
E educado, sugeriu:
- Coloquem nele um bom osso.
Sempre zumbindo e agitada, chegou a abelha Isabel.
Olhou o esquisito recheio:
-Melhora se puser mel.
Da janela, ouvindo o papo, muito metido a bacana, falou, convencido o macaco:
- Claro que falta banana!
-Banana? Sardinha? Mel?
Era o rato Aleixo.
-Milho? Osso? Capim? Argh!!!
- Vocês esqueceram o queijo!
A brincadeira acabou quando a raposa Celina olhou bem para a Maricota e falou:
- Falta galinha!
Maricota ficou brava:
- Fora daqui minha gente!
Jogou fora o sanduíche e começou novamente; Pão, milho, quirera e ovo. Como era pra ter sido.
_ Quem quiser que faça o seu com recheio preferido.

terça-feira, 27 de abril de 2010


Dia mundial da terra

Para mantermos o equlíbrio do planeta é preciso consciência dessa importância, a começar pelas crianças. Não se pode acabar com os recursos naturais, essenciais para a vida humana, pois não haverá como repô-los. O pensamento deve ser global, mas a ação local, como é tratado na Agenda 21.



OBRIGADA PELA VISITINHA, VOLTE SEMPRE!